Dom30042017

Última atualizaçãoSex, 28 Abr 2017 5pm


Back Você está aqui: Home Ação Cultural Segmentos Artes Visuais Fundação de Cultura volta a administrar Estação Arte

Fundação de Cultura volta a administrar Estação Arte

Cerimônia de devolução do prédio será na próxima segunda-feira

Na próxima segunda-feira, dia 16 de março, o prefeito Marcelo Rangel e o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Paulo Eduardo Goulart Netto, participam da cerimônia de devolução da Estação Arte para a cultura. O evento será a partir das 19h, no prédio histórico que fica no Complexo Ambiental Governador Manoel Ribas (Rua Benjamin Constant, 404). A cerimônia terá apresentação da Banda-Escola Lyra dos Campos e exposição coletiva de artistas ponta-grossenses. 

Depois de quase oito anos sob a direção da Secretaria Municipal de Abastecimento, o prédio onde funcionava uma das unidades do Mercado da Família volta a ser administrado pela Divisão de Artes Visuais da Fundação de Cultura. Após a devolução, o espaço passa a ser um local de convivência cultural, oferecendo estrutura para exposições de obras de artistas plásticos e visuais, além de cursos e oficinas. 

A Estação Arte foi inaugurada em 1996 como espaço voltando à cultura, recebendo exposições, oficinas e mostras de artistas locais e de fora da cidade. Foi tombada pelo Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac) em 2002. Em 2007 foi entregue à administração da Secretaria de Abastecimento, ocasionando a transferência das atividades para o Centro de Cultura. 

Segundo a chefe da Divisão de Artes Visuais, Mariângela Digiovanni, a retomada do espaço é um avanço para o setor em Ponta Grossa. “Os artistas pioneiros da cidade fizeram a conquista desse espaço anos atrás. Com a devolução da Estação Arte, os artistas plásticos e visuais de Ponta Grossa de hoje ganham reconhecimento e seu espaço que é de direito”, conta Mariângela.

De acordo com o presidente da Fundação de Cultura, a proposta é “expandir o setor das Artes Visuais na cidade, além de criar um centro de convivência social e cultural”.

 

HISTÓRICO

Construída em 1896, o imóvel fazia parte do complexo ferroviário administrado pela RFFSA (Rede Ferroviária Federal S/A) e servia como Armazém de Cargas da matéria-prima transportada pelos trens que passavam pela Estrada de Ferro Curitiba – Ponta Grossa e Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande, cujas estações hoje funcionam como Estação Saudade e a Casa da Memória.  

Na década de 70 o complexo foi desativado e passou a funcionar no bairro de Uvaranas. Atualmente, os três prédios que formavam o complexo ferroviário (Estação Saudade, Casa da Memória e Estação Arte) funcionam como unidades culturais em uma região central com grande fluxo de pessoas. 

 

 

 

 

Unidades Culturais


 

Editais

  • Artes Cênicas
  • Artes Populares
  • Artes Visuais
  • Literatura
  • Música
  • Artes Integradas

Política Cultural

Patrimônio Cultural